Larvas na água da Sanepar e o problemão das 'Praças Cracolândias' no Centro de PG

Larvas na água da Sanepar e o problemão das 'Praças Cracolândias' no Centro de PG

VEJA, TAMBEM:


O dia chuvoso desta Sexta-feira 15/10/2021 é marcado por Larvas na água da Sanepar, encontradas por moradores ao abrirem suas torneiras em diversos bairros de PG, entre eles, Nova Rússia, Santa Maria e até no Jd Cavcalho.  Mas, há vários outros relatos nas redes sociais de moradores de Uvaranas, Santa Mônica etc etc etc.

O que aconteceu? Ninguém da Sanepar soube dizer.

A Sanepar sequer postou uma nota simples no seu site para informar ao povão e a imprensa. Esse é o respeito que a Sanepar tem para com o povo de PG e do Paraná.

A recomendação óbia é não tomar água após a incidência de vermes, larvas até que os senhores da Sanepar resolvam vir à público e explicar o que são essas larvas, como isso aconteceu e o que fato está sendo feito para sanar esse problema? Se é que é possível resolver isso.

PRAÇAS DA CRACOLÂNDIA DE PG>>>

A última morte mais recente de um jovem (de 35 anos aproximadamente) na Praça do 'Ponto Azul', ainda não está clara se foi resultado de um assalto ou uma briga ou o quê. Alguns veículos de comunicação da cidade apontam para a possibilidade do mesmo ser usuário de drogas e ter se desentendido com outros usuários, ou coisa do tipo.

Independente desse fato lamentável, está claro para o povão nas ruas e nas redes sociais que a praça da Estátua do Tiradentes/a Praça do Ponto Azul, a Praça da Igreja dos Polacos e a área em torno do Terminal Central estão viradas 'no que que é aquilo', em verdadeiras praças da cracolândia de PG.

A Guarda Municipal e a PM tem efetuado prisões quase que rotineiramente nessas regiões, mas, os 'nóias' são soltos ou outros 'nóias' chegam e ficam nos locais, aprontando dia e noite.

Ou seja, é um problema de saúde pública muito mais do que de segurança pública.

A GM e a PM tem feito seu trabalho, mas as leis afrouxam, aliviam a situação, determinam a soltura e os caras voltam a delinquir nessa regiões, principalmente.

O que a prefeitura tem feito para coibir a presença dos nóis nas praças centrais das cidade?

Há algumas políticas de serviço social, mas também há o problema legal sobre internação compulsória etc, ou seja, enquanto não se acha uma forma de coibir o tráfico descarado e a cracolândia em si no Centro da cidade, o problema só se agrava.

E pior, não adianta também mudar os viciados de lugar como São Paulo, Curitiba e outras cidades do Brasil o fazem, porque o problema persistirá.

É preciso um trabalho conjunto, uma Força-tarefa para se encontrar uma solução para esse terrível flagelo.

Não é fácil, todos sabemos, porque há impeditivos legais.

Mas, alguma coisa precisa ser feita antes que seja irreversível e o centro de PG se torne intransitável devido ao sério risco de vida que se pode correr em meio aos viciados, muitos descontrolados e violentos.

E aí Beth, o que tu vai fazer?

Não mostrou isso em Dubai não né?

Em Dubai tem cracolândia?

Não, não, todos sabemos que não...

 

 


Leia também
X